25 de abril de 2005




"De ti
meu irmão
ainda ouço
o grito que deixaste
encerrado
em cada pétala do céu
cada pedra
cada flor.
O grito de revolta
que largaste à solta
e que ficou para sempre
em cada grão de areia
a ressoar
como um pálido rumor.
O grito que não cansa
de implorar
por amor
e mais amor
e mais amor. "

José Fanha

13 de abril de 2005


Fonte da Formiguinha Atómica

Eu gosto de estar bonita e andar bem arranjada. Toda a gente gosta, acho eu. Mas se soubermos as origens de muita "boniteza", muitos de nós escolherão outros modos de embelezamento.
Como o da alma e do espírito, por exemplo.
Mas não é o que pensa uma figura pública sobre as peles dos animais.

- Veja este vídeo
- Veja este site

Depois disto, o que se pode dizer a fatima@fatima-lopes.com , a alexandre@fatima-lopes.com ou a porto@fatima-lopes.com ?

.

10 de abril de 2005



Os blogs dos sub-16 estão um bocadinho parados, mas a gente percebe porquê, não é?
A escola, o tempo que não chega para tudo, e inúmeras coisas que cada um tem que fazer são motivos de sobra. Mas é preciso é calma, que isto vai devagarinho.

As novidades são estas:

* A Inês voltou e tem novos desafios. E já agora, sabe onde é a Quinta de Infias e o que lá vai acontecer de 11 de Maio a 10 de Junho?
Vá até ao Provérbios e saiba o quê...

* No próximo dia 15 de Abril (sexta-feira), pelas 18h30, na Sociedade Portuguesa de Autores (Av. Duque de Loulé, em Lisboa), o “núcleo duro” da Poesia Vadia da Livraria Ler Devagar vão ler poemas
Estarão lá o Pedro Mota, a Cristina Vieira, o Policarpo Nóbrega, a Marta David, a Júlia Lello, o Jorge Casimiro e... o meu amigo e “afilhado” Orca, pois claro!
Se gostam de poesia, apareçam. A entrada é livre.

* Gostei imenso da primeira experiência no Café-Expresso. Aquilo é engraçado e estou a descobrir muitas novidades e a conhecer pessoas que sabem muitas coisas sobre diversos assuntos. É cinco estrelas, hihi...
O canção dos U2 é dedicada ao Golfinho e vou enviar à Wind um poema do Ary dos Santos do qual deixo aqui uma parte:

"o grito urgente
o chamar aflito
o poema dito
o livro já lido
o quadro olhado
o retrato rasgado
a mesa partida
a bebida no fim
o descanso inquieto
a saída rápida
o chegar ansioso
a pasta na mão
o cigarro na mão
a rodela de limão
a tua mão na minha mão
a saudade da mãe
a porta a bater
a chave entortada
o táxi a partir
o telefone a tocar
a vontade de ir
a paz de ficar
e essa coragem que te perseguia desde menino"

Depois vou ver como vão os nossos Netescritores e anunciar que o meu avô vai dar uma Festa no blog. Vai ser bonito, vai. Logo no dia dos anos dele, do meu tio e... não só!

Estejam à vontade!

3 de abril de 2005

Karol Josef Wojtyla

A morte do papa João Paulo II provocou comoção em quase todos os países do mundo e foi sentida e lamentada não somente pelos católicos, mas por praticantes de quase todas as religiões, tão marcante foi o longo pontificado de Karol Josef Wojtyla na tarefa de semear a paz e a concórdia entre os povos de todas as religiões e raças.

Morreu neste sábado, 2 de abril de 2005, aos 84 anos, Karol Wojtyla, o papa João Paulo II. Enquanto sua debilitada saúde permitiu, manteve-se à frente da Igreja Católica, sem ter abdicado de sua posição até o último momento.

Qual é o cenário construído por este papa carismático que há mais de 26 anos orientava os rumos da Igreja Católica e, por conseguinte, afectou todo o cenário mundial? Ouvimos especialistas e religiosos para conhecer mais o legado de João Paulo II. Clique nos links para saber mais:

- A Biografia

- O Conclave

.